Estudando em Casa por Priscila Lambach

22:49:00



Estudando em casa
“Não sei nem por onde começar. Aqueles livros, aquelas tarefas. Como posso ajudar o meu filho a estudar em casa?” - mãe
Não é só na escola que estudamos. Podemos estudar tudo, em todos os lugares. Basta um interesse, e um movimento. Aprendemos muito de forma não formal, fora da escola. Sem precisarmos pegar um livro, estudar uma teoria, podemos aprender química, vendo cozinheiras transformarem ingredientes em um bolo. Não é mesmo?
Muitas vezes é necessário estudar em casa parte do conteúdo trabalhado na escola. Seja para memorizar e aprender melhor, ou complementar o que foi dado. Gostaríamos de compartilhar como podemos ajudar as crianças de diferentes idades a estudar. 



Algumas dicas iniciais:
1.      Faça desse momento algo divertido. É sempre bom ter um horário certo para estudar, para que a criança não fique ansiosa, ou seja, interrompida no meio de uma brincadeira, ou atividade prazerosa. Se isso acontecer, a lição pode se tornar muito aversiva;
2.      Organize um espaço físico capaz de receber a família. O ideal é sempre uma mesa com cadeiras que permitam uma postura correta, com os pés apoiados, e uma iluminação adequada. De preferência livre de ruídos e/ou estímulos externos, como música e televisão, por exemplo; algumas pessoas se concentram bem com barulho, porém a maioria não;
3.      Permita alguns intervalos durante o estudo. Fazer algumas pausas para um suco e/ou uma fruta podem dar uma relaxada, e proporcionar voltar para a atividade com mais energia;
4.      Convide todos da família a participar. Tanto o pai, quanto a mãe, um irmão ou irmã mais velho(a), avós, parentes e amigos podem auxiliar, pois cada um tem muito a contribuir, além de um estilo diferente de ensinar. As crianças podem se beneficiar muito com isso;
5.      Estabeleça metas e avalie o cumprimento delas. Quando atingidas plenamente, elogie! Eles merecem!





Como podemos ajudar diferentes idades a estudar:
5- 6 anos
Em grande parte das escolas, essa faixa etária já tem um montão de lição de casa. Há uma tendência dos pais, principalmente por uma questão de tempo, fazer toda a tarefa e já colocar na pasta. Muitas vezes as crianças chegam na escola no dia seguinte, sem saber o que apresentam a professora. Com essas idades, as famílias podem estabelecer todo o clima para a realização da lição (conforme dicas anteriores), e fazer tudo junto com a criança, auxiliando nos momentos de leitura e escrita, porém permitindo ao máximo que ela mesma o faça, respeitando as habilidades da faixa etária. Aqui não há espaço para exigir perfeição, e sim, a execução.





7-8 anos
Já aparecem trabalhos de casa mais elaborados e complexos, com bastante escrita, muitas entrevistas com as famílias, questionamentos. Uma etapa muito rica para explorarmos as experiências familiares, histórias dos antepassados para ilustrar o que estão aprendendo. Explore o que os mais velhos da sua família têm de bagagem. Permita que eles troquem com as crianças. Não é preciso acompanhar o tempo todo da elaboração da tarefa, porém é legal perguntar do que se trata, se interessar pela resposta, dar uma olhadinha, fazer sugestões. Sempre com a intenção de melhorar, e não de criticar a produção. Perguntas como: “O que você acha de falar mais sobre isso? Eu gostaria de saber. Achei muito interessante.” soa melhor que “Está muito pequeno. Tem que escrever mais.”


9-10 anos
Idades de muito crescimento e descobertas. A rotina escolar está bem definida, e em casa não precisa ser diferente. As crianças dessas idades tendem a precisar com ainda mais relevância dos exemplos. Procure ser alguém organizado, que estabelece e cumpre metas, realiza tarefas do começo ao fim, para que ela possa se espelhar em você para fazer o mesmo.



11-12 anos
Na pré-adolescência muitas vezes os pais percebem no comportamento dos filhos uma desorganização e desinteresse nos estudos. Nessa etapa da vida, os amigos são mais importantes que a lição. Por isso, é fundamental que se estabeleça uma rotina de estudos, onde há uma hora certa para fazer, todos os dias, e há a necessidade de terminá-la antes de realizar atividades recreativas como assistir um filme, por exemplo. Jamais deve-se privar a criança de tempo livre, muito pelo contrário, porém é importante ensinar sobre os deveres, e a relevância deles antes do momento divertido.

Estudar em casa pode ser muito bacana e prazeroso. Aproveitem esse tempo para aprenderem juntos, afinal, muitos conteúdos te farão refletir e relembrar de aspectos da sua história escolar. Garanto que muitos deles irão te surpreender e trarão boas recordações.

Será uma grande alegria trocar e dialogar com vocês. Estou por aqui!


Um SampaAbraço,

Priscila @novaperpectiva

Pedagoga
Mestre em Psicologia da Educação
Membro da Sociedade Brasileira de Psicologia
Congressista em várias cidades do país
Formação de Professores na Universidade de Barcelona com ênfase em Educação Especial - Espanha
Formação em Autoria Vocacional e Diagnóstico de TDAH pelo EpsiBA

Capacitação em Mediação, conciliação e arbitragem pelo IASP

Contato : perpectivaop@gmail.com

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM