“Gigantes da Era do Gelo”



O circuito pré-histórico no Shopping D apresentará 11 exemplares, entre os principais desse período, dispostos em espaços que integrarão um cenário temático e rico em detalhes, remontando essa que é uma das fases mais curiosas e interessantes da História. 
Será possível conferir de perto as réplicas de animais, como o Castor Gigante, Coelodonte, Mamute, Rinoceronte, Megaloceros, Smilodron, Megaterio, Glyptodonte, Bos Primigenius, Dinordis e o Ursus Oso Cavenario.

O Castor Gigante, por exemplo, se destaca por sua altura semelhante a de um urso adulto. Além disso, impressionava seus dentes mais avantajados que, naquele período, serviam para sua dieta à base de vegetais mais duros. Essa espécie viveu há cerca de 50 mil anos, em regiões da América do Norte. Outro dessa mesma região, o predador Coelodonte possuía 4,5m de altura e se destacava pelas suas fortes garras. Também da América do Norte, o Mamute surpreende por ser um dos maiores na exposição, além de apresentar suas tradicionais presas de marfim, longas e encurvadas, que podiam atingir até 5m de comprimento.

O Rinoceronte se destacava por suas formas mais abastadas, além de ostentar chifres sobre o nariz. Já o Megaloceros era semelhante a um alce gigante por seus 4,5m de altura e formas mais esguias. Essa espécie viveu em regiões da Europa, Ásia e África. Outro exemplar é o Smilodon ou Tigre Dente-de-Sabre, um predador nato de grandes mamíferos, que habitava as Américas.

Com mais de 8m de altura, a réplica do Megaterio reflete bem o gigantismo dos animais da época. Espécie de bicho-preguiça, viveu há aproximadamente 20 mil anos nas regiões da América do Sul e do Norte e se alimentava de folhas de árvores e arbustos. Já o Glyptodonte é um mamífero nativo das Américas, com cerca de 1,4 tonelada e de 3m de comprimento, com sua forma semelhante a de um fusquinha, especialmente por sua carapaça, com várias delas tendo sido encontradas do Rio Grande do Sul à Argentina.

Com 5m de altura e 2,5m de largura, outra réplica na mostra é a do Bos Primigenius, originário de partes da Europa, Ásia e Oriente. Considerada a espécie de ave mais alta da história, oDinornis integra também esse grupo, com uma réplica de mais de 3,5m de altura. Ele viveu há cerca de 2 milhões de anos, na Nova Zelândia. Haverá, ainda, uma réplica do Ursus Oso Cavenario, que media mais de 3m de altura. A espécie surgiu há cerca de 250 mil anos, tendo como habitat as florestas mistas da Europa.
A mostra “Gigantes da Era do Gelo” contará também com outro destaque aos visitantes: um iglu, recriado dentro de um container, no estacionamento do shopping, a partir do dia 10 de setembro. A instalação reproduzirá formas, cores e temperatura do ambiente no qual sobreviviam esses animais e outras formas de vida, antes de serem extintos no período glacial, quando a Terra foi tomada por enormes mantos de gelo continentais. Também com acesso gratuito, o iglu funcionará até o dia 12 de outubro, de quinta-feira a domingo e nos feriados, das 12 horas às 20 horas.


Além disso, haverá painéis ilustrativos, que detalharão as características já catalogadas sobre todos esses bichos.

 “Gigantes da Era do Gelo”.


De 24 de agosto a 15 de outubro das 10 horas às 22 horas.

O Shopping D está localizado na Av. Cruzeiro do Sul, nº 1.100.

Sampa Com Crianças no Instagram