Teatro Alfa apresenta Mostra Comemorativa de Repertório – 20 Anos do grupo As Meninas do Conto

00:45:00

Peças que dialogam  o teatro infantil e a  narração de histórias são encenadas pelas Meninas do Conto em comemoração aos vinte anos da companhia. Quatro trabalhos premiados e uma estreia ocupam a Sala B do Teatro Alfa entre 9 de abril e 26 de junho


As Meninas do Conto, há vinte anos, decidiram unir a tradição oral ao teatro infantil. O resultado foi a criação de espetáculos marcados pela comicidade, pelo jogo de palavras, pelas músicas e pelo brincar de ser outro.

Com sete espetáculos na bagagem e equipe composta por 12 pessoas, entre atrizes, produtores e diretores, o grupo acumula dezesseis indicações e oito prêmios Coca-Cola FEMSA e APCA.

As peças seguintes serão Buu! A Casa do Bichão (Dias 23 e 24 de abril, sábado e domingo, 17h30), Pedro Palerma e Outras Histórias (Dias 30 de abril e 1º de maior, sábado e domingo, às 17h30), Bruxas, Bruxas e Mais Bruxas (dias 7 e 8 de maio, sábado e domingo, às 17h30) e a estreia de Caminho da Roça, dia 14 de maio, sábado, 17h30, com direção de Eric Nowinski.

Segundo Simone Grande, uma das fundadoras da companhia, o início da trajetória do grupo foi marcado pela dificuldade de aceitação tanto no meio teatral quanto no da narrativa oral. “Um dos primeiros questionamentos que fizeram a nosso respeito era se o espetáculo se tratava de teatro ou de contação de histórias”, se lembra a atriz, diretora e dramaturga. Essa barreira, no entanto, foi logo derrubada pelos trabalhos híbridos que foram sendo criados pelas Meninas do Conto.

 Hoje a companhia se consolidou como referência nesta linguagem híbrida e já faz até escola com outros grupos que se inspiraram no trabalho das meninas.

Voltadas também para adultos que gostam de acompanhar uma história bem contada, as peças são apropriadas pra crianças de todas as idades. “Os bem pequenos observam mais as transformações dos personagens no palco, os maiores acompanham melhor a trama, acessando camadas mais profundas da peça”, diz Simone.


As Velhas Fiandeiras (2004) conta a história de uma menina que não gostava de fiar, por mais que sua mãe mandasse. Um dia ela é levada ao palácio da Rainha, onde se vê obrigada a fiar uma enorme quantidade de lã. Com a ajuda de três velhas muito esquisitas, ela muda seu destino. O espetáculo é vencedor do Prêmio APCA/2004 na categoria de Melhor Espetáculo Infantil, e também dos Prêmios Coca-Cola FEMSA nas categorias de melhor espetáculo, melhor música e melhor texto.

Buu! A Casa do Bichão (2008) é a história de Caio, um rapaz que sai pelo mundo com a aprovação de seu velho pai. Ele chega a um castelo muito esquisito e mal-assombrado, mas como é valente, se lembra dos conselhos de seu pai e enfrenta seus medos. Recebeu o Prêmio APCA de melhor espetáculo de 2008 e foi indicado em várias categorias para o Prêmio Coca-Cola FEMSA.

Pedro Palerma e Outras Histórias (2010) foi inspirado pelas histórias O Sapateiro e os Duendes (Irmãos Grimm), Mãe D´água e O Macaco perdeu a banana (Luis da Câmara Cascudo), As Fadas (Charles Perrault) e Pedro Palerma (Hans Christian Andersen). O espetáculo privilegia a arte dos contadores de histórias, com músicas especialmente compostas para ele que são interpretadas ao vivo pelas percussionistas e as atrizes. Indicado para o Prêmio Coca-Cola FEMSA nas categorias de melhor texto, melhor cenário e melhor música.

Bruxas, Bruxas e Mais Bruxas (2012) aborda o universo fantástico, mágico e até divertido destas personagens tão presentes no imaginário universal. Bruxas de diferentes origens e tradições se dirigem a um encontro anual para trocar receitas, feitiços e histórias. Esta montagem marcou os 15 anos de existência do grupo As Meninas do Conto. Estreou em 2012, no teatro Cacilda Becker, com o apoio da Lei de Fomento ao Teatro. Recebeu o Prêmio APCA para todas as atrizes do espetáculo.

Caminho da Roça, previsto para estrear em maio de 2016, acompanha a trajetória de duas comadres, uma avó e uma neta, que nos levam a uma inesperada aventura envolvendo criaturas fantásticas no misterioso universo da peça. Tudo começa quando as comadres recebem a perigosa missão de transportar uma viola encantada, numa noite escura, por onde galopa ninguém menos que a terrível Mula-Sem-Cabeça. Para cumprir essa tarefa, elas contarão com ajudas nunca imaginadas, como a esperteza do Saci-Pererê e a sabedoria de uma Avó, que insiste em contar  antigas histórias que se não forem passadas adiante, poderão acabar perdidas para sempre.


As Velhas Fiandeiras

Teatro Alfa

Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro, São Paulo-SP.

Telefone: (11) 5693-4000. Capacidade: 204 lugares.

Temporada: Sábados e domingos, às 17h30. Até 17 de abril.

Classificação: Livre Ingressos: R$ 30,00 (inteira para adultos) e R$15,00 (meia para crianças, estudantes e maiores de 60 anos).

Grupo Alfa: 50% de desconto funcionários devidamente identificados. Banco Alfa: 20% de desconto para clientes devidamente identificados. Assinantes do teatro Alfa: 10% de desconto. Venda efetuada com cartões de crédito (Amex, Visa, Credicard e MasterCard), de segunda a sábado das 11h às 19h; e domingos das 11h às 17h. Os ingressos poderão ser retirados no próprio teatro no dia do espetáculo.
Taxa de serviço de R$ 5,00 por ingresso adquirido para Sala A e R$ 2,00 para Sala B. Call Center Ingresso Rápido: (11) 4003-1212.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM