Dia Mundial do Coração é alerta para cuidados com a saúde cardiovascular

17:19:00

Responsável por bombear o sangue, levando oxigênio e nutrientes a cada célula, o coração é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo. E o claro é símbolo do amor.

Exatamente por isso, na data de 29 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Coração, um alerta para manter o bom funcionamento dele, com alimentação equilibrada e bons hábitos.

Temos que nos cuidar desde cedo para que as consequências de uma má alimentação não venham no futuro, para nós e nossos filhos.

Segundo estudos recentes divulgados na National Library of Medicine, evitar o consumo excessivo de gorduras “ruins” e açúcares e aumentar o consumo de fibras na alimentação ajudam a reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Numa das publicações, o estudo acompanhou cerca de 2.000 homens, com idades entre 40 e 79 anos. Os adultos que tinham uma alimentação equilibrada apresentaram menor risco de sofrer alguma doença aguda do coração nos dez anos seguintes.

A doença cardiovascular é um termo genérico que se aplica a uma série de enfermidades do sistema circulatório incluindo o coração e os vasos sanguíneos. O Dr Marcelo Bertolami, do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, alerta que existem gorduras que podem fazer bem e outras que causam mal à saúde e que aumentam os riscos dessas doenças. “O primeiro passo é não acreditar no mito de que toda gordura é ruim e aumenta o risco dessas doenças. As gorduras insaturadas podem ajudar a manter níveis adequados de colesterol no sangue”.


Para Dr Marcelo, é importante incluir alguns alimentos na rotina para auxiliar na manutenção da saúde e, principalmente, do coração. “A ingestão de ômegas 3 e 6, por exemplo, é muito importante, já que estes são nutrientes essenciais, ou seja, nosso organismo não consegue produzi-los sozinho”. Peixes, castanhas, óleos vegetais e produtos feitos à base deles, como creme vegetais, são fonte deste tipo de gordura. E, além deles, ainda vale investir no consumo de alimentos ricos em fibras, que também podem contribuir para a saúde do seu coração.





Quiz: Você cuida do seu coração? 

Em 29 de setembro celebra-se o Dia Mundial do Coração, mas ainda há muitos questionamentos sobre quais atitudes adotar no dia a dia para evitar problemas cardiovasculares.
Faça o quiz e descubra se você sabe tudo sobre como ter hábitos saudáveis e evitar essas doenças. Confira, também, o infográfico com as principais dicas sobre como cuidar do seu coração.

1. Qual a principal causa de doenças do coração?
a) Sobrepeso
b) Má alimentação
c) Sedentarismo
d) Todas as alternativas

2. Existem gorduras que, consumidas em excesso, podem fazer mal à saúde e que aumentam o risco de desenvolvimento de doenças do coração. Quais são elas?
a) Gorduras trans e saturadas
b) Gorduras poli-insaturadas e monoinsaturadas
c) Todas fazem mal à saúde
d) Nenhuma faz mal à saúde

3. Que alimentos ajudam a evitar doenças cardiovasculares?
a) Alimentos ricos em ômegas 3 e 6
b) Creme vegetal com fitoesteróis
c) Aveia
d) Todas as alternativas

4. Algumas atitudes podem auxiliar a saúde do seu coração. Qual das alternativas abaixo NÃO é aconselhável?
a) Realizar exames de dosagem de colesterol
b) Caminhar 30 minutos por 5 dias da semana
c) Excluir todos os alimentos com colesterol da dieta
d) Consumir creme vegetal

5. O colesterol “ruim” em excesso pode se depositar nas paredes das artérias do seu organismo. Qual a melhor forma de evitar que isso aconteça?
a) Aumentar o consumo de fibras
b) Aumentar o consumo de carnes vermelhas
c) Aumentar o consumo de alimentos com fitoesteróis
d) Apenas as alternativas a e c

A nutricionista Lara Natacci, da DietNet, responde:
1) D – Todas as alternativas. Pessoas que estão acima do peso têm mais chances de ter pressão alta e aumento nos níveis de colesterol e de glicose no sangue, fatores de risco para doenças cardiovasculares. Adotar uma alimentação balanceada também contribui para um coração saudável, isso porque é importante ingerir diversos nutrientes, e incluir fontes de ômegas 3 e 6 na alimentação, já que nosso organismo não os produz e eles são fundamentais para manter níveis adequados de colesterol no sangue.  Aliada a isso, a prática de exercícios físicos pode ajudar a controlar esses fatores de risco e diminuir a probabilidade de desenvolver alguma doença crônica.

2) A – Gorduras trans e saturadas. O consumo excessivo de gorduras saturadas e trans pode aumentar as taxas de colesterol no sangue.

3) D – Todas as alternativas. Uma alimentação variada, que inclua fibras, como as presentes na aveia, além de alimentos ricos em ômegas 3 e 6, como  óleos, cremes vegetais, e peixes é fundamental para auxiliar na melhora do perfil lipídico sanguíneo, ajudando a manter os níveis adequados de colesterol no sangue.

4) C – Excluir todos os alimentos com colesterol da dieta. O colesterol e as gorduras saturadas não precisam ser eliminados completamente da alimentação, já que o colesterol pode ser consumido, desde que dentro dos níveis adequados para cada indivíduo. O importante é aliar na rotina uma alimentação equilibrada e a manutenção de hábitos saudáveis.

5) D – Apenas as alternativas A e C. As fibras solúveis, presentes em alimentos como a aveia, auxiliam na redução do colesterol “ruim” do sangue. Os fitoesteróis são compostos vegetais que auxiliam na redução da absorção do colesterol. São encontrados naturalmente em verduras, legumes e óleos vegetais, porém em pouca quantidade. Para consumi-los em quantidade adequada, produtos adicionados desta substância no mercado, como alguns cremes vegetais.


Olha só essa receita com Becel com ingredientes que ajudam a reduzir o colesterol.
Uma boa alimentação, por exemplo, influencia diretamente na prevenção e controle de doenças cardiovasculares. Alguns alimentos e ingredientes podem ajudar a cuidar do seu coração, como os fitoesteróis, que ajudam a reduzir o colesterol.

Legumes Assados e Penne ao Molho Pesto


Tempo de preparo: 1 hora
Rendimento: 1 pessoa
Ingredientes
50 gramas de penne integral
1 unidade de berinjela pequena
Meia unidade de pimentão vermelho
Meia unidade de abobrinha pequena
Meia colher de chá de azeite de oliva
1 colher de chá de castanha-do-pará picada
1 unidade de tomate seco
Meia unidade de maço pequeno de manjericão fresco
Meia unidade de maço pequeno de salsinha fresca
1 colher de sopa de creme vegetal BECEL PRO-ACTIV
1 colher de café de pimenta-do-reino

Modo de preparo
1. Preaqueça o forno em temperatura alta (200°C).
2. Cozinhe a massa de acordo com as instruções da embalagem. Escorra.
3. Corte a berinjela, o pimentão vermelho e a abobrinhas em cubos grandes.
4. Pincele os legumes com um pouco de azeite de oliva e coloque-os em uma assadeira. Asse por 25 a 30 minutos ou até ficar levemente firme ao espetar um garfo. Vire os legumes duas vezes durante o processo. Salpique pimenta-do-reino.
5. Torre as castanhas-do-pará em uma frigideira até dourarem levemente. Deixe esfriar.
6. Reserve algumas folhas de manjericão para decoração. No liquidificador, bata o tomate seco, o manjericão restante, a salsinha, as castanhas torradas e o creme vegetal BECEL PRO-ACTIV. Tempere com pimenta-do-reino.
7. Junte o molho pesto e os legumes assados à massa e misture bem para que o molho incorpore.
8. Coloque a massa em um prato e sirva em seguida.
VARIAÇÃO
1. Se achar necessário, ajuste a consistência do molho pesto acrescentando uma colher (sopa) de água gelada.



VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM