Dois palhaços e duas baratas são o que restou do mundo em FIM?, novo espetáculo do Grupo Esparrama

18:04:00

O fim do mundo é o mote do novo espetáculo do Grupo Esparrama (Iarlei Rangel, Kleber Brianez, Ligia Campos, Luciana Gandelini e Rani Guerra). Quando tudo já está destruído e só restam lixões, campos de guerras e lama das barragens rompidas, as baratas Beatriti e Margueriti comemoram até se darem conta de que ainda vagam pelo planeta Terra dois seres muito atrapalhados: os palhaços Batatinha (Rani Guerra) e Nerdolino (Kleber Brianez).


A peça FIM? propõe importantes reflexões sobre os comportamentos da sociedade contemporânea e questiona: afinal, para onde e de que forma nós, os humanos, estamos caminhando? A estreia está marcada para o dia 1º de outubro, sábado, às 17h30, no Teatro Alfa.

Em um cenário de destruição, duas baratas festejam o fim do mundo, pois agora o mundo é só delas. Mas, de repente, se deparam com dois seres atrapalhados e esquisitos que acreditam que poderão plantar a semente do novo recomeço: dois palhaços. Irritadas com a presença destes seres, elas passam a executar planos mirabolantes e colocar divertidas armadilhas para que assim eles entendam que não tem mais jeito, que o mundo agora é das baratas. De forma leve e divertida, estes palhaços irão percorrer cenários de guerras, desastres, catástrofes provocadas pelos seres humanos e convidarão as crianças para encontrar uma forma de reavivar tudo o que foi perdido.


FIM? é um espetáculo que trata das diversas perspectivas sobre o fim do mundo. Por um viés ecológico, trata da necessidade de recuperar a natureza, da necessidade de pensarmos formas de consumo consciente e sustentável. E trata também do fim do mundo decorrente da falta do encontro do ser humano com o seu outro. Do fim do mundo que acontece pela falta de diálogo, pela ausência de afetos, pela falta de empatia com a dor do outro. Assim como no espetáculo, onde os dois palhaços buscam um local para plantar essa semente do recomeço, o Grupo Esparrama entende que as crianças e o seu território infantil, são um terreno fértil para também plantar sua semente. Com a interação das baratas, com estes dois palhaços, o grupo pretende instigar e provocar o público, propondo que as pessoas se percebam e tentem imaginar-se no lugar do outro, estimulando uma reflexão sobre o momento em que estamos vivendo, como tratamos o nosso planeta, buscando uma convivência mais afetuosa e humana, como cidadãos do mundo.

“Escolhemos falar com as crianças por que sabemos que elas ainda se deixam afetar, ainda se espantam diante das novidades (sejam boas ou ruins). Queremos continuar falando para as crianças, pois temos esperança de que elas possam emprestar seu olhar inquieto para os adultos. Queremos que elas repitam perguntas que pareçam ingênuas, de tão óbvias que são. Queremos que estas questões sejam repetidas por elas, na esperança que um dia os adultos as ouçam de verdade.”, comenta o diretor do espetáculo Iarlei Rangel.



Sinopse

O mundo acabou. Tudo está destruído e só sobraram lixões, campos de guerra, estranhos muros, restos lamacentos de um rio doce e... Duas baratas: Beatriti e Margueriti que, juntas, comemoram este fim.
Elas acreditam que agora o mundo será apenas das baratas. Mas o que elas não sabem é que outros dois seres esquisitos e muito atrapalhados também sobreviveram: os palhaços Batatinha e Nerdolino, que agora perambulam pelo mundo com um mapa, uma semente e muita esperança.
Empenhados em encontrar um novo começo para a humanidade, eles não desconfiam que estão sendo observados pelas baratas, que criarão divertidas armadilhas para "ajudá-los" a entender que o mundo delas é bem melhor sem eles... Será o Fim?


FIM?
Estreia dia 1º de outubro, sábado, às 17h30, na Sala B
Teatro Alfa: Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro, São Paulo-SP.
Telefone: (11) 5693-4000. Capacidade: 204 lugares.
Temporada: Sábados e domingos, às 17h30. Até 27 de novembro.
Duração: 50 minutos. Classificação: Livre
Ingressos: R$ 30,00 (inteira para adultos) e R$15,00 (meia para crianças, estudantes e maiores de 60 anos).

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM