Nem Todas as Mães Amam os Filhos

15:23:00

Um livro que só pelo título já me despertou o interesse NEM TODAS AS MÃES AMAM OS FILHOS da autora Rose Ferreira.


Comecei o primeiro capítulo e não conseguia parar.

A história real de Rose, é sobre uma criança que nasce em um lar onde a mãe desde quando ela era muito pequena nunca foi amorosa. Uma criança que por suas qualidades físicas sempre sofreu bullying na escola. Uma criança que sofreu com abusos de violência doméstica e com o desprezo de quem a cercava.

Ás vezes o nosso principal inimigo não é nosso vizinho, mas sim aquele que mora conosco. E foi triste ler a história dessa criança.

As pessoas não se dão conta de que ser pai e mãe é uma responsabilidade por toda a vida e se entregam aos prazeres sem pensar na consequência.

O que hoje é uma mudança de hábitos para o melhor andamento da vida familiar, amanhã serão lembranças boas ou ruins na vida de outro ser.

O que me deixou indignada foi ler que pessoas ao redor tinham todos os indícios da violência que a criança estava sendo imposta, em nenhum momento tentaram ajudar.

Por isso olhe ao seu lado veja de verdade o que está acontecendo ao seu redor, não fique imune ao sofrimento.

A sua amizade e companheirismo poderão dar alento e esperança as pessoas que sofrem com problemas de violência familiar.

Pense sempre que: O que os nossos filhos pensarão deles mesmos está sendo construído agora por nós!

Recomendo essa leitura a todos nós pais e mães, e principalmente a quem passa por problemas parecidos pode ser reconfortante ler sobre alguém que superou essa fase da vida!

O amor e o perdão da autora por sua mãe a cada capítulo e quando sua mãe chegou na velhice, me deixaram emocionada!

As vezes quando nossos filhos nascem imaginamos o que o mundo fará a eles e tentamos protege los de todas as formas, mas a nossa real preocupação deveria ser o que NÓS pais e mães fazemos a eles todos os dias.



EM TODAS AS MÃES AMAM OS FILHOS

Sinopse

A obra narra a história de Rose, que passou a vida tentando conquistar o amor de sua mãe - uma mulher com sérios distúrbios de personalidade, finalmente identificados pela filha como traços de psicopatia. Na infância, Rose sofreu maus tratos físicos e psicológicos, foi espancada, humilhada, difamada pela própria mãe, que repetia constantemente o quanto seu nascimento a fizera infeliz e trouxera dissabores para sua vida. Apesar do ambiente adverso e sem perspectivas, a autora conseguiu estudar e trabalhar, o que lhe concedeu um pouco de liberdade, até que, com a morte do pai, teve de se dedicar aos cuidados da mãe agressora. Mesmo sem entender o motivo de tanta crueldade e desprezo, convivendo com a culpa de não se sentir merecedora do afeto maternal, Rose conseguiu manter certo equilíbrio que a conduziu a uma carreira profissional bem-sucedida e a um casamento feliz. Somente então, quando por acaso leu um livro sobre psicopatia, conseguiu vislumbrar uma personalidade tão singular. Ao compreender que não haveria como despertar-lhe amor ou qualquer tipo de emoção, embora se sentindo frustrada por não ser capaz de influenciá-la com bons exemplos e dedicação, fez um grande esforço no sentido de aceitar a realidade e escolher o perdão como forma de libertar-se das amarras do desamor e de qualquer desejo de vingança. "Deus nos deu o livre arbítrio para que possamos escolher os nossos caminhos. Eu escolhi o amor e o perdão."
Um livro muito bem escrito, apesar do tema difícil e pesado. Mais que uma catarse, oferece pistas para o reconhecimento desse transtorno e de como lidar com ele.

ISBN: 9788535641714
Páginas: 216
Edição: 1
Idioma: PORTUGUES
Formato: (13,5 x 20,0)

https://www.paulinas.org.br/loja/nem-todas-as-maes-amam-os-filhos


Sampa Abraços

Ana Paula Porfírio

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM