Brincadeirices – Porque Brincar Não Tem Idade

18:01:00

No dia 12 de outubro, o Espaço Cultural Porto Seguro promove diversas atividades pensadas para celebrar o Dia da Criança, com o projeto Brincadeirices – Porque Brincar Não Tem Idade!


Com o objetivo de entender a importância da brincadeira para toda a sociedade, as atrações foram pensadas para estimular a diversão em qualquer idade. Entre as atrações, destaque para a apresentação do Jogando no Quintal e o show Barbatuquices, com o grupo Barbatuques. A oficina Brincadeiras de Criança que você não Aprendeu ou Acabou Esquecendo resgata os adultos para o universo da infância e para a importância do brincar.

Ao longo do dia, em parceria com a produtora Maria Faria Filmes, serão exibidos 3 documentários sobre a importância da infância e da valorização da brincadeira em nossa cultura. São eles: Tarja Branca (dirigido por Cacau Rhoden), com exibição às 11h; O Começo da Vida (de Estela Renner), às 14h e Território do Brincar (direção de David Reeks e Renata Meirelles).

O Instituto Alana promove roda de conversa após a exibição do filme Território do Brincar. A proposta é discutir a importância que a preservação da cultura da infância tem, não só para as crianças, mas para toda a sociedade.

O evento começa às 11h, com contação de história com Cristiane Velasco em Maria Sabida e João do Uia. A contadora usa música ao vivo para narrar a história, o conto de uma princesa que queria sempre ter a última palavra e um moço com fama de bobo que queria se casar com ela. A história virou livro publicado pela Panda Books,que será lançado na semana da criança.

O coletivo Urban Sketchers, um grupo de desenhistas urbanos que se reúnem em locais públicos para desenhar, registrará a festa. O público também é convidado a desenhar com materiais de desenho disponibilizados no local..

Às 12h, o Jogando no Quintal se apresenta com seu tradicional jogo de improvisação feito por palhaços e com toda a ambientação de um jogo de futebol: hino do clube, placar, bandeiras, árbitro, jogadores, a torcida e até mesmo um clube fictício: o Clube de Regatas Cotoxó. Divididos em dois times, um árbitro-palhaço e uma banda de músicos-palhaços, que cria sons e melodias ao vivo.O que torna cada jogo tão especial é o fato de todas as cenas serem criadas na hora, com a participação da torcida. É a plateia é quem determina a pauta do jogo. Todas as cenas do espetáculo são construídas a partir de temas sugeridos pelo espectador.

Com um setlist com músicas de adultos, mas com batidas ou ritmos que encantam as crianças, a dupla de DJs Di Mangaba promete rechear o espaço com músicas alegres e divertidas, para todas as idades, a partir das 13h.

Às 15h, o grupo Barbatuques apresenta o show Barbatuquices. No repertório, canções dos 19 anos de carreira, como Barbapapa’s, Groove, Hit percusrcivo e Tumpá, ganham roupagem nova, apresentando uma maneira singular de apresentar música e extrair sons do corpo. As apresentações do grupo são uma experiência única, com uma combinação entre ritmos e movimentos.

Das 14h às 16h, a Cia Bambolística ensina a jogar bambolê, colorindo e enfeitando a praça. A Cia é uma rede de articulação da prática de dança com bambolês, formado por um grupo de professores e artistas na área. Na oficina de bambolê, o grupo realizará performances e oficinas para ensinar quem quiser brincar.

Das 14h às 18h, o Coletivo Meio Fio – Crochê Urbano convida adultos e crianças a aprenderem diversas técnicas rápidas de crochê.  Este é o ponto de partida para uma série de intervenções que conecta pessoas e transforma espaços públicos por meio de um olhar mais carinhoso para a cidade.

Das 16h às 18h, a oficina Brincadeiras de Criança Que Você Não Aprendeu ou Acabou Esquecendo convida crianças e adultos a relembrarem os clássicos da brincadeira infantil, como fazer estrelinha, jogar amarelinha, dar cambalhota, andar de bicicleta, pular corda, entre outras.

Ao longo do dia, em parceria com a produtora Maria Faria Filmes, serão exibidos 3 documentários sobre a importância da infância e da valorização da brincadeira em nossa cultura. São eles: Tarja Branca (dirigido por Cacau Rhoden), com exibição às 11h; O Começo da Vida (de Estela Renner) - filme nacional indicado ao Oscar este ano, às 14h e Território do Brincar (direção de David Reeks e Renata Meirelles), às 16h.

Também durante o dia o Leiturinha, um clube de assinatura de livros infantis do Brasil, terá um ambiente com vários livros e pufes para estimular a leitura para todas as idades.

E os brinquedos do Erê Lab, objetos de mobiliário urbano para praças e parques voltados para o público infantil, estarão à disposição para que o público possa interagir.

Além de toda essa programação, haverá atividades já oferecidas pelo educativo do Espaço Cultural Porto Seguro, baseadas nas  temáticas das exposições Frida Kahlo – Suas Fotos | Olhares sobre o México e Paisagens Gráficas, dos equipamentos de fabricação digital do PortoFabLab e do Ateliê Experimental.

BRINCADEIRICES – PORQUE BRINCAR NÃO TEM IDADE!
Local: Praça entre o Espaço Cultural Porto Seguro e Restaurante Gemma.
Ingresso: Grátis
Classificação etária: livre.

Programação:
Das 11h às 18h - Atividades com o educativo do Espaço Cultural Porto Seguro e
Brinquedos Erelab.
Durante todo o dia – DJ Di Mangaba.
11h – Contação de Histórias - Cristiane Velascoem Maria Sabida e João do Uia.
11h – Urban Sketchers.
12h – Jogando no Quintal.
Das 14h às 16h – Oficina de Bambolês com Cia Bambolística.
Das 14h às 18h – Coletivo Meio Fio (crochê urbano).
15h – Barbatuquices.
Das 16h às 18h – Brincadeiras de Criança Que Você Não Aprendeu ou Acabou Esquecendo.

Filmes:
11h - Tarja Branca.
14h - O Começo da Vida.
16h - Território do Brincar seguido do roda de conversa com o público. Mediação do Instituto Alana.

ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO

Alameda Barão de Piracicaba, 610. Campos Elíseos. São Paulo. Telefone (11) 3226-7361.

Site: www.espacoculturalportoseguro.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM