Shoppings arrecadam doações para campanha Natal Sem Fome

Neste Natal, quem passar pelo Shopping Metrô Itaquera, entre os dias 28 de novembro e 20 de dezembro, poderá contribuir com o combate à fome no Brasil com doações de alimentos.

Após arrecadar mais de 100 toneladas em 2017, os shoppings da Ancar Ivanhoe, uma das cinco maiores empreendedoras da indústria no País, voltam a serem pontos de coleta oficial da campanha Natal Sem Fome, da Ação Cidadania, que esse ano ganha o tema “A fome não é fake”.

Para facilitar, o Shopping Metrô Itaquera instalou um ponto de doação em frente à Renner, Piso Itaquera. O centro de compras também disponibilizou cofrinhos nos pontos de atendimento para os clientes realizarem doações.

Além da arrecadação de alimentos não perecíveis, os shoppings ainda incentivarão o Troco Solidário, ação que permite que os clientes doem a quantia excedente do pagamento do estacionamento e do brinde atrelado à campanha promocional de Natal para o movimento idealizado pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho.

O objetivo da ação é arrecadar a maior quantidade possível de cestas básicas e entregar esses alimentos no Natal às mais de 50 mil famílias cadastradas nos comitês da Ação da Cidadania em 18 estados do Brasil. Ao todo, a meta de arrecadação nacional será de duas mil toneladas de alimentos não perecíveis.

As arrecadações acontecem em 19 empreendimentos do grupo nos shoppings Botafogo Praia, Nova América, Nova Iguaçu, Boulevard, Madureira, Rio Design Barra e Rio Design Leblon, no Rio de Janeiro; Metrô Itaquera, Pátio Paulista, Parque das Bandeiras e Golden Square, em São Paulo; North Shopping Maracanaú, North Shopping Jóquei, North Shopping Fortaleza e Via Sul, no Ceará; além do Conjunto Nacional, em Brasília; Pantanal, em Cuiabá; Porto Velho, em Rondônia; e Natal Shopping, no Rio Grande do Norte ou através do site www.natalsemfome.org.br.

A entrega dos alimentos será feita nos dias 21, 22 e 23 de dezembro em todos os Estados participantes através da rede de comitês da Ação da Cidadania em todo o País, fazendo o alimento chegar a centenas de milhares de famílias em situação de insegurança alimentar.

Sobre a fome no Brasil

Pelo terceiro ano consecutivo, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) anunciou um aumento no número de pessoas que sofrem de fome. No caso da América Latina e do Caribe, 39,3 milhões de pessoas vivem subalimentadas na região, um aumento de 400 mil pessoas desde 2016.

Segundo O Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo 2018 (SOFI), em nível mundial quase 821 milhões de pessoas - cerca de uma em cada nove – foram vítimas da fome em 2017, um aumento de 17 milhões em relação ao ano anterior.

De acordo com José Graciano da Silva, diretor-geral da FAO, dados recentes divulgados pela Pnad Contínua, do IBGE, entretanto, sinalizam um aumento da extrema pobreza no país em cerca de 11% de 2016 para 2017 (de 13,3 para 14,8 milhões de pessoas). Tal incremento da pobreza extrema poderá, sim, refletir no aumento do número de pessoas que passam fome no país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox

Sampa Com Crianças no Instagram