O que os pais precisam saber sobre educação bilíngue

O interesse dos pais pela educação bilíngue tem aumentado nos últimos anos e, com isso, surgem várias dúvidas acerca do assunto. A maioria reconhece que dominar um segundo idioma está entre as habilidades básicas exigidas no mercado de trabalho.

Mas a partir de qual idade a criança deve aprender outra língua?
E como ficam as disciplinas exigidas pelo Ministério da Educação e constantes na Base Nacional Comum Curricular?
E qual é a carga horária adequada para uma educação bilíngue de qualidade?

O que poucos sabem é que o ensino bilíngue contribui para aumentar a capacidade de concentração do aluno, o senso de organização e melhora o desenvolvimento de habilidades cognitivas relacionadas à escrita, à fala e à leitura. A seguir, os especialistas da Escola Bilíngue Pueri Domus explicam tudo o que os pais precisam saber sobre esta alternativa de aprendizado.

Não há idade ideal

O aprendizado de outro idioma é possível em qualquer momento da vida. Nas escolas há processos de adaptação para os mais variados casos, em todas as idades. O que muda é o nível de dificuldade. Para uma criança, a comunicação acontece de maneira muito natural e, à medida que ela cresce, surgem as travas, o sotaque, o medo de errar. Quanto mais cedo ela aprender, melhor vai transitar entre um idioma e o outro e fará isso com naturalidade.

Educação Bilíngue só tem benefícios

O esforço e a atenção necessários para alternar de um idioma para outro gera mais atividade no cérebro como um todo, em especial no córtex pré-frontal (parte responsável pelo controle e julgamento). As crianças que começarem a aprender um novo idioma ainda na primeira infância têm mais chance de se expressarem na segunda língua como nativas. Graças à plasticidade e a seus inúmeros neurônios, elas aprendem com maior facilidade e utilizam ambos os hemisférios do cérebro. Como usam também com o direito, passam a ter uma compreensão mais ampla dos seus contextos sociais e emocionais.

Perfil da criança bilíngue

São aquelas com melhor planejamento e organização, que executam multitarefas com mais eficiência e que são mais flexíveis. Também aprendem com maior facilidade e desenvolvem melhor comportamento socioemocional.

A mudança para uma escola bilíngue no meio do ciclo acadêmico

Para receber os alunos do Ensino Fundamental ou Médio que trocaram de escola, a instituição cria um plano estratégico para integrar o aluno à nova metodologia e trabalha com a personalização do ensino para atender os diferentes níveis de aprendizagem. No Pueri Domus há ainda os alunos tutores que dão suporte aos novos colegas e, também, os ajudam na adaptação. Em poucos meses de aula já pode ser percebida uma grande evolução.

BNCC e Ensino Bilíngue

Como ensino bilíngue é além de ensinar um novo idioma, mas também passar o conteúdo de uma nova cultura e suas disciplinas, as escolas adotam currículos para integrar as matérias da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) às de outro país. A Escola Bilíngue Pueri Domus, por exemplo, une as competências da BNCC com os parâmetros de descritores de aprendizagem internacionais. Desta forma, orienta a proposta pedagógica para preparar novos cidadãos e torná-los aptos a interagir em um mundo sem fronteiras.

Isso porque, a partir destas duas fortes referências, a escola construiu uma Matriz de Aprendizagem Bilíngue única e capaz de atender as exigências curriculares oficiais dos dois países. O programa bilíngue do Pueri Domus ensina estimulando o raciocínio em uma segunda língua e não somente ensina uma nova língua. Assim, saberes que passam pelo raciocínio lógico, pelo conhecimento científico e pela apreensão histórica, entre outros, são adquiridos também pelo raciocínio em inglês.

O tempo de aula necessário

Um aluno tem de ter, no mínimo, de 2 a 3 horas de imersão em outro idioma por dia para se tornar bilíngue e fluente no pensamento complexo. Aprender uma língua não é apenas conhecer um idioma, mas também uma cultura inteira e saber usar a palavra correta para cada situação.

É importante expandir o conhecimento para tudo que aquele idioma proporciona e toda a cultura que vem com ele. Aprender uma língua é um pacote e, por isso, é necessário vivenciar uma imersão neste idioma para aprender de fato.

O papel dos pais no ensino bilíngue

É importante as crianças serem estimuladas no aprendizado bilíngue além da sala de aula. A Escola Bilíngue Pueri Domus envia exercícios que integram a família, como um vídeo ou uma leitura. Há também assinatura de uma biblioteca virtual para tornar mais fácil o acesso a conteúdos para auxiliar o estudo em casa, nunca superando os 30 minutos e com foco na reflexão de temas que foram tratados na aula. E, mesmo os pais não falando outro idioma, a escola disponibiliza ferramentas para provocar a imersão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sampa Com Crianças no Instagram