TEATRO. Espetáculo Olga, a Pulga ocupa o palco do Teatro João Caetano

O solo da atriz mineira Tereza Gontijo (Palhaça Guadalupe, dos Doutores da Alegria, Orquestra Modesta, Coletivo Sampalhaças), traz a história da personagem que habita um lixão, ao mesmo tempo sua morada e o centro de seu picadeiro. Reutilizando materiais que foram jogados no lixo, como sacolas plásticas, um funil e uma trena, apresenta-se como domadora da grande estrela deste pequeno circo: Olga, uma pulga acrobata que anda na corda bamba.

Dos materiais ao cenário e figurino, tudo representa a dura realidade em que vivem. Mas não faltam palhaçadas e trapalhadas nesta narrativa, que retrata o cotidiano da dupla, do despertar à procura por comida, da transformação do espaço à realização do grande show.

A cena se passa numa esquina de rua, onde não há nada além da própria lixeira, o lixo depositado no local, um muro, alguns caixotes e um poste de luz. Cenário que se transforma no momento da apresentação, através da atmosfera lúdica criada por Guadalupe.

O momento grandioso do espetáculo é o show realizado por Olga, quando além de andar pela corda bamba, é lançada em uma catapulta e caminha pelo “trampolim da morte”, com o público sendo convocado para participar. Tereza Gontijo promove uma grande interação com a platéia, demonstrando domínio da cena e do espetáculo. Do começo ao final surpreendente, o público fica totalmente cativo.


OLGA, A PULGA
Duração: 60 minutos

Dias: 07 e 08, 14 e 15, 21 e 22 de março de 2020
Ingressos à venda na bilheteria: R$ 20 (inteira)

Teatro João Caetano
Rua Borges Lagoa, 650 - Vila Clementino, São Paulo – SP
Informações: (11) 5573-3774

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sampa Com Crianças no Instagram