GRATUITO. Livros digitalizados que entretêm, envolvem e também educam crianças

Em tempos de isolamento social, estimular a criatividade das crianças em casa utilizando a arte literária, por meio digital, bem como a educação, é fundamental

Em celebração ao Dia Nacional do Livro Infantil, no próximo sábado (18), o Instituto Tecnológico e Vocacional Avançado (Iteva), de Aquiraz, Ceará, dedica a sua coleção literária, do projeto Cidadão do Futuro (CDF), com 11 títulos de obras infantis para que as crianças, de todo Brasil, possam ter acesso livre e gratuito pelas plataformas digitais. A iniciativa tem o objetivo de incitar nelas o desejo de ler, de querer saber mais, de adquirir conhecimento e de trabalhar em prol do próprio desenvolvimento.

Os exemplares já estão disponíveis no site do Iteva (http://www.iteva.org.br/link/dialivroinfantil). Lá é possível baixar a versão em PDF e iniciar a leitura com a criançada.

A coleção conta com diferentes títulos, que abordam, estrategicamente, temas como alimentação saudável, boas maneiras, brincadeiras antigas, meio ambiente e até o desenvolvimento de competências socioemocionais.

Os títulos disponíveis são: “Tilimpim, o Garoto Limpinho”; “O Duende Encantado”; “As Aventuras de Tomé”; “O Conto da Escola Bem Cuidada”; “Família Sempre Família”; “Salvando o Planeta”; “Aquiraz Arretado”; “#Brincardoquê?”; “Um Passeio Pela História de Eusébio”; “O Mistério da Gata-Maracajá”; e “Todo Mundo Tem Amigos Top!”.

“Nós temos como princípio contribuir para o aprendizado, então, podemos aproveitar um período de crise, em que muitos pais não sabem como fazer para estimular a educação e contribuir de forma criativa, cativando a criança e gerando interesse dela pelo seu próprio desenvolvimento. As plataformas digitais são grandes aliados para aproximar leitores e escritores e apresentar para as crianças e adultos o universo rico da literatura infantil”, conta o coordenador geral do ITEVA, Fábio Beneduce.

Sobre o Projeto CDF – Cidadão do Futuro

Com uma sigla propositadamente sugestiva, o CDF promove o acesso de crianças às atividades pedagógicas que privilegiem o lúdico, trabalhem a autonomia, fantasia, leitura, escrita e interpretação de textos, fomentem a capacidade de aprender e estimulem estas crianças a serem sujeitos do seu próprio aprendizado, incentivando-os à busca contínua de conhecimento e cultura.

Todos os materiais e recursos de aprendizagem são produzidos pelo Iteva, que utiliza uma metodologia própria, visando o desenvolvimento de habilidades socioemocionais e cognitivas, integrando ao ensino já proporcionado pelas escolas, ingredientes que auxiliem na formação cidadã e no desenvolvimento social.

Os conteúdos distribuídos apresentam temas variados e são redigidos estrategicamente, isso a partir de uma articulação com os conselhos municipais dos direitos da criança e do adolescente e as secretarias municipais de educação, onde são diagnosticadas as necessidades e particularidades das crianças atendidas.

A coleção conta com os títulos: Tilimpim, o garoto limpinho; O duende encantado; As aventuras de Tomé; O conto da escola bem cuidada; Família sempre família; Salvando o planeta; Aquiraz arretado; #Brincardoquê?; Um passeio pela história de Eusébio; O mistério da gata-maracajá; e Todo mundo tem amigos top!

O projeto já beneficiou 18.984 crianças, e foram distribuídos mais de 61 mil livros e jogos, atendendo 174 escolas municipais.

Dia Nacional do Livro Infantil

Comemorado anualmente em 18 de abril, a data faz referência ao nascimento de Monteiro Lobato, nascido em 1882, considerado um dos mais importantes escritores da literatura brasileira, e um colosso da literatura infantil.

A homenagem, que foi oficializada pela Lei 10.402/2002, é celebrada com diferentes atividades dedicadas ao fomento da leitura, sobretudo como apoio ao desenvolvimento cultural, humano e educacional das crianças, uma vez que Monteiro Lobato foi precursor nacional de obras paradidáticas, que reúnem brincadeira, leitura e aprendizado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sampa Com Crianças no Instagram