Aldeias Infantis lança Campanha #SOSPrecisamosContinuar

A Aldeias Infantis SOS Brasil, organização humanitária global, líder em cuidado infantil direto, tem como missão garantir um futuro digno para milhares de crianças e adolescentes em todo o mundo e sabe da importância fundamental das famílias para o pleno desenvolvimento desses jovens. Neste momento de crise, em que o seu suporte se torna ainda mais importante, a organização lança a campanha #SOSPrecisamosContinuar para garantir as necessidades básicas para as famílias atendidas e a manutenção dos projetos em atividade.

A campanha foi lançada para fortalecer o Fundo de Emergência Humanitária que tem o objetivo de manter as ações da ONG, como o acolhimento de mais de 500 crianças e adolescentes nas 59 Casas Lares de norte a sul do país, o apoio às mais de 2 mil famílias já atendidas pela organização, incluindo as venezuelanas em refúgio e a ampliação do atendimento a outras centenas de famílias que perderam suas fontes de renda durante a pandemia. “O que se apresenta diante dessas famílias hoje é uma Emergência Social. E nós não podemos deixá-las desamparadas. Um grande número de vidas está em risco e, por isso, precisamos dar uma resposta rápida e eficaz”, diz Edmond Sakai – Diretor de Relações Institucionais, Marketing e Comunicação da Aldeias Infantis SOS Brasil.

Com os comércios fechados e a população confinada em casa, uma das áreas que tem sido mais afetadas pelo isolamento social é a economia. Desde que o coronavírus chegou ao Brasil, os impactos têm feito cair os índices de crescimento projetados.

Segundo Estudo da Economist Intelligence, teremos uma queda de 5,5% no PIB brasileiro. Seguindo as baixas estimativas, o Relatório Trimestral de Inflação, publicado em 26 de março pelo Banco Central, avalia que o Brasil terá um crescimento nulo em 2020 e não mais os 2,2% publicados na projeção de dezembro.

Dentro desse cenário de desconfiança, o terceiro setor tem sentido fortemente as baixas nas doações. Segundo Sakai, muitas doações podem ser canceladas nos próximos meses por conta da crise econômica e para dificultar ainda mais a situação, 85% dos recursos da organização vinham dos captadores nas ruas, atividade que está suspensa desde 20 de março. Para poder agir rapidamente, a saída encontrada foi a criação do Fundo de Emergência Humanitária e a campanha nacional para arrecadação de recursos financeiros e materiais.

A Aldeias Infantis pretende ampliar o atendimento nas 31 localidades em que já atua no país. “Além do suporte psicossocial, precisamos levar ajuda humanitária a essas famílias. E isso inclui assistência material como cestas básicas, kits de higiene e uma série de outras ações que garantam a sobrevivência das populações mais atingidas pela crise do coronavírus”, ressalta Michéle Mansor, Gerente Nacional dos Programas da Aldeias Infantis SOS Brasil. Mas, para isso a instituição dependerá da quantidade de recursos arrecadados na Campanha #SOSPrecisamosContinuar.
O fundo irá assegurar também a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para que os profissionais possam continuar prestando atendimento dentro dessas comunidades, sem oferecer riscos para eles e para essa população extremamente vulnerável.

Para ajudar a campanha #SOSPrecisamosContinuar, faça sua doação através do link: https://doe.aldeiasinfantis.org.br/sos_precisamos_continuar/

Sobre a Aldeias Infantis SOS Brasil Como organização humanitária global, líder em cuidado infantil direto, a Aldeias Infantis SOS Brasil (SOS Children’s Villages International) atua no país há 53 anos, onde cuida de crianças, fortalece famílias, dá resposta a situações de emergência e advoga pelo direito de viver em família e comunidade. Presente em 31 localidades de Norte ao Sul do país, a Organização oferece atividades diárias que geram impactos positivos para mais de 11 mil pessoas, por meio de projetos de educação, esporte, lazer, geração de renda e empregabilidade, com foco na quebra dos ciclos de pobreza, violência e exclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sampa Com Crianças no Instagram