Instituições da Paulista Cultural retomam atividades presenciais

Formando um dos principais eixos culturais do país, as instituições Casa das Rosas, Centro Cultural Fiesp, Instituto Moreira Salles, Itaú Cultural, Japan House São Paulo e MASP reabrem suas portas para visitação do público a partir do próximo dia 13 de outubro. O Sesc Avenida Paulista, que também integra o eixo, está em funcionamento desde a última semana de agosto apenas com os serviços de odontologia para pacientes em tratamento e ginástica multifuncional para alunos matriculados, ambos com agendamento prévio. 



A decisão em conjunto respeita o anúncio feito pelo governador João Dória e pelo prefeito Bruno Covas, na tarde de sexta (09/10), de que a cidade registra melhora nos índices de evolução da pandemia, tendo passado para a Fase Verde. Nesta etapa em que as atividades culturais recebem autorização para retomada na sede física, as datas das reaberturas são: dia 13 (terça-feira), o Instituto Moreira Salles, Itaú Cultural, e MASP; 14 (quarta-feira), a Casa das Rosas; 15 (quinta-feira), o Centro Cultural Fiesp e 20 (terça-feira), a Japan House São Paulo.


Em uma iniciativa inovadora e estratégica, as instituições da Paulista Cultural desenvolveram juntas um rigoroso planejamento a partir dos protocolos oficiais de segurança, que contemplou as particularidades de cada instituição, sempre considerando a segurança e bem-estar dos visitantes, colaboradores e prestadores de serviços.


Neste primeiro momento, as principais mudanças estão relacionadas aos horários reduzidos de visitação de cada instituição, diminuição da capacidade de público para até 60% e prioridade no agendamento online. Seguindo o objetivo comum em trazer proteção aos visitantes, entre as medidas sanitárias principais estão o uso obrigatório de máscara; distanciamento  social mínimo de 1,5m; aferição obrigatória de temperatura corporal; disponibilização de totens de álcool em gel; uso de EPIs por todos os colaboradores, maior frequência da higienização dos ambientes, entre outras medidas criadas a partir de orientações da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretarias Estadual e Municipal de Saúde. 


Exposições

Com atividades restritas inicialmente, cada endereço retoma as suas ações gradualmente, conforme o avanço para a fase azul do Plano São Paulo, sempre respeitando as orientações dos órgãos governamentais competentes. Assim, cada instituição, que segue com intensa programação online, organizou a sua agenda de atividades de modo a contemplar o público que frequenta este eixo em busca de oferta cultural. 


A Casa das Rosas, integrante da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, reabre ao público, de quarta-feira a sábado, das 12h às 16h, com a exposição Arteletra em Trânsito, um diálogo de poesia e imagem a partir da parceria entre o poeta Álvaro Faleiros e o artista e ilustrador Fernando Vilela. 



O Centro Cultural Fiesp retoma suas atividades, de quinta-feira a domingo, das 13h às 17h, com Destinos – O homem inventa o homem, que reúne 69 trabalhos, quase todos inéditos, de José Roberto Aguilar, e com a volta das exposições Retratos de Mulheres por Mulheres, mostra de fotografias de Claudia Andujar, Maureen Bisilliat e Chros Bierrenbach, entre outras brasileiras, e Conexões Urbanas, que apresenta todo um universo pop que envolve a cultura urbana do século XX. 



Por sua vez, o Instituto Moreira Salles traz três exposições de fotografias. Uma delas é Paz Errázuriz: coleções Fundación MAPFRE, retrospectiva da obra da artista chilena. A outra, traz imagens do alemão Peter Scheier, Arquivo Peter Scheier, e a terceira é dedicada a Maureen Bisilliat, Agora ou nunca – Devolução: paisagens audiovisuais de Maureen Bisilliat. O Instituto abre de terça-feira a sexta-feira, das 12h às 16h. Sábados, domingos e feriados (exceto segundas), das 13h às 17h.



O Itaú Cultural dá continuidade às exposições inauguradas poucos dias antes da suspensão das atividades. Volta ao cartaz, a mostra Sandra Cinto: das Ideias na Cabeça aos Olhos no Céu, aberta cinco dias antes da suspensão, que apresenta a essência da produção da artista e de sua evolução criativa, em 30 anos de dedicação à arte, e Ocupação Rino Levi, sobre o arquiteto e urbanista que atuou diretamente na metropolização paulistana. Também volta à grade de programação a exposição permanente de obras Brasilianas e de Numismática, da coleção da instituição, no Espaço Olavo Setubal, situado no 4º e 5º andares. Os dias e horários de funcionamento são de terça-feira a domingo, das 13h às 19h. 



A Japan House São Paulo passa a operar de terça-feira a domingo, das 11h às 17h, e reabre com duas novas exposições gratuitas e inéditas na América Latina. O fabuloso universo de Tomo Koizumi, instalada no piso térreo, apresenta 13 looks do designer Tomo Koizumi, destaque na semana de moda de Nova Iorque de 2019, que trabalha em produções únicas feitas em organza japonesa com cores e volumes extravagantes. Já a mostra Japonésia traz o trabalho do jovem fotógrafo Naoki Ishikawa, considerado um dos artistas mais relevantes no cenário atual da fotografia no Japão, com imagens que revelam particularidades do arquipélago nipônico e sua diversidade de paisagens e de cultura, apresentando aos visitantes um Japão desconhecido.     


O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – Masp apresenta outras quatro exposições: Hélio Oiticica: a dança na minha experiência, um panorama da trajetória do artista com trabalhos relacionados ao ritmo, à música e à dança. Trisha Brown: coreografar a vida, primeira mostra brasileira dedicada integralmente à obra da artista, e Senga Nengudi: topologias, primeira monográfica da artista afro-americana na América Latina com cerca de 50 trabalhos, entre instalação, escultura, fotografia e desenhos. Na Sala de Vídeo o público confere uma seleção de filmes da cineasta e fotógrafa Babette Mangolte, que focam o seu interesse pela dança e pelo movimento do corpo. O museu passa a funcionar, a partir do dia 13, de terça-feira a sexta-feira, das 13h às 19h, e aos sábados e domingos das 10h às 16h.       



A Paulista Cultural é uma iniciativa pioneira que propõe intercâmbios entre sete instituições da avenida Paulista: Casa das Rosas, Centro Cultural Fiesp, IMS Paulista, Itaú Cultural, Japan House São Paulo, MASP e o Sesc Avenida Paulista. Em duas edições, realizadas em 2018 e 2019, a iniciativa reuniu 41 e 46 mil pessoas respectivamente. 


Protocolo

O desenvolvimento conjunto das instituições da Paulista Cultural para planejar a retomada de suas atividades de modo presencial, partiu dos protocolos oficiais de segurança, contemplando as particularidades de cada instituição, para a segurança e bem-estar dos visitantes. Para tanto, foram realizadas reuniões semanais entre os dirigentes, além de encontros entre as equipes de operações/facilities, reforçando o potencial desta união, como já demonstrado nos eventos anuais de intercâmbio de programação, iniciado em 2018. Segue um resumo:


Cada instituição passa a operar com horários reduzidos de visitação. Também é diminuída a densidade ocupacional dos espaços a até 60% de sua capacidade máxima, ficando as áreas híbridas restritas a ainda menor densidade ocupacional, para garantir este distanciamento, enquanto a cidade permanecer na fase verde. O distanciamento social é de, no mínimo, 1,5m, somente podendo manter maior proximidade pessoas que vivem juntas, mas nunca chegando a grupos com mais de seis pessoas. 


O agendamento online é prioridade e o uso de máscara, obrigatório. Garantir o maior número possível de acessos e saídas abertos, e sem catracas, que devem ser higienizadas com frequência, é outra das medidas.


Ainda, o público é orientado ostensivamente sobre as regras deste protocolo, por meio de mensagens nos sítios eletrônicos, banners ou cartazes afixados em locais estratégicos, inclusive nos banheiros, e, sobretudo, de projeções de vídeo ou execução de áudios prévios ao espetáculo. Afixar placas com a lotação máxima autorizada, em local visível, na entrada da instituição, é outro dos procedimentos necessários. Além disso, a distância é assinalada em marcações no piso onde são formadas filas, como balcões de atendimento, bilheterias e sanitários para orientar os visitantes, com ajuda de organizadores de filas. O uso do elevador é preferencial para pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção e sempre restrito a 40% de sua capacidade. 


Todas as pessoas que forem entrar nas instituições, sujeitam-se a medição de temperatura – quem apresentar febre leve igual ou superior a 37,5°C é orientado a buscar um posto de saúde. Também está entre as medidas adotadas, a disponibilização de totens de álcool em gel 70, de maneira visível e de fácil acesso, em todas as entradas, saídas e locais de realização de pagamento. 


As instituições passam a disponibilizar, ainda, formas de pagamento alternativas como transferência bancária e pagamentos por aproximação, que não necessitam contato com o caixa e máquinas de cartão. Ainda assim, máquinas e dispositivos de pagamento são cobertas com plástico filme e higienizadas após cada utilização.  


Para evitar contato físico entre visitantes, colaboradores, equipe técnica e fornecedores, as caixas, balcões de atendimento, credenciamento, pontos de informação, recepções, locais de entrega de alimentos e similares estão protegidos por uma barreira de proteção acrílica. Os atendentes usam viseira de acrílico e a conferência de ingressos é visual ou por meio de leitores óticos, para evitar contato manual.





CASA DAS ROSAS – ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA

Avenida Paulista, 37 

www.casadasrosas.org.br/ 

Funcionamento: quarta-feira a sábado, das 12h às 16h

Agendamento(obrigatório): pelo site www.casadasrosas.org.br

O museu-casa literário permitirá até 40 visitantes | 10 visitantes por hora

Exposição: Arteletra em Trânsito


CENTRO CULTURAL FIESP

Av. Paulista, 1313

centroculturalfiesp.com.br/

Funcionamento: quinta-feira a domingo, das 13h às 17h

Agendamento (obrigatório): www.sesisp.org.br/meu-sesi

Exposições: Destinos – O Homem Inventa o Homem; Retratos de Mulheres Por Mulheres e Conexões Urbanas


INSTITUTO MOREIRA SALLES

Av. Paulista, 2424

ims.com.br/unidade/sao-paulo/

Funcionamento: Terça-feira a sexta-feira, das 12h às 16h 

Sábado e domingo (inclusive feriados, exceto segundas-feiras) das 13h às 17h

Agendamento (obrigatório): sympla.com.br/imspaulista

Exposições: Paz Errázuriz: coleções Fundación MAPFRE; Arquivo Peter Scheier; Agora ou nunca – Devolução: paisagens audiovisuais de Maureen Bisilliat


ITAÚ CULTURAL

Av. Paulista, 149

www.itaucultural.org.br/

Funcionamento: Terça-feira a domingo, das 13h às 19h.

Agendamento (obrigatório):  sistema Formstack e pelo telefone 2168.1777. Atualmente, esse número funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 18h.

Exposições: Sandra Cinto: das Ideias na Cabeça aos Olhos no Céu, Ocupação Rino Levi, temporárias, e Espaço Olavo Setubal, mostra permanente das obras da coleção Brasiliana e de Numismática


JAPAN HOUSE SÃO PAULO

Av. Paulista, 52

https://www.japanhousesp.com.br/

Funcionamento: Terça-feira a domingo: das 11h às 17h

Agendamento (opcional): https://agendamento.japanhousesp.com.br/

Exposições: “O fabuloso universo de Tomo Koizumi” e  Japonésia


MASP

Av. Paulista, 1578

masp.org.br/

Funcionamento: Terça a sexta, das 13h às 19h; sábado e domingo, das 10h às 16h      

Agendamento (obrigatório): masp.org.br/ingressos      

Exposições: Hélio Oiticica: a dança na minha experiência; Trisha Brown: Coreografar a vida; Senga Nengudi: Topologias e Sala de vídeo: Babette Mangolte, temporárias, e Acervo em Transformação, mostra de longa duração do museu 


SESC AVENIDA PAULISTA 

Av. Paulista, 119

Mais informações em: sescsp.org.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sampa Com Crianças no Instagram