EDUCAÇÃO. Dicas para preparar as crianças para aulas online

A atual situação com a crise da pandemia no país fez com que muitas escolas tivessem que adaptar suas atividades ao formato de aulas online à distância para crianças. Isso é crucial para que não haja perdas no ano letivo e o aprendizado continue, já que a duração da quarentena ainda é incerta. Mas a dúvida que surge é: como garantir que as crianças se adaptem à nova rotina de aulas online?

Sabemos que os pais e professores estão dando seu melhor para que esse novo formato seja tão eficiente quanto a experiência física da sala de aula. No entanto, existem algumas coisas que as famílias podem fazer em casa para ajudar os pequenos a se dedicarem e se adaptarem. Para lidar bem com o novo desafio, confira 6 dicas preparadas pela Nathalia Pontes, coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento Educacional na PlayKids , uma das líderes globais em conteúdos para crianças.

1. Usar o uniforme

Colocar o uniforme da escola, mesmo estando em casa, pode ser um truque interessante para que a criança assimile a nova rotina. A manutenção de alguns hábitos ajuda a criança a liberar a atenção devida para aquele momento. Se antes a rotina era vestir o uniforme para ir para a escola, a continuidade desta tarefa pode ajudar a criança a despertar os gatilhos de concentração, simplesmente por repetir a ação cotidiana. Assim, o hábito de colocar a roupa correta para assistir a aula, seja presencial ou remotamente, pode trazer à tona a reprodução da experiência em sala de aula.

2. Escolher um local adequado

A sala de aula é formatada para o aprendizado. Todo o contexto em que a sala de aula está inserida tem um propósito e os objetos servem a funções específicas. O ideal é tentar reproduzir esse ambiente em algum cantinho da sua casa, com livros, mesa, cadeira, luz apropriada, lápis e caderno. É bem importante também colocar à disposição da criança apenas o que ela for utilizar para a aula. Todos os outros objetos que são potenciais distratores devem ser removidos do ambiente, principalmente televisão ou brinquedos.

3. Desenhar e combinar a rotina de estudo

Ter um quadro visível com a rotina de demandas ajuda muito na organização do tempo, tanto para os pais, que estão em home office, quanto para as crianças. Tente dividir as tarefas pelos dias da semana e horários de cada disciplina. Essa ação deve contemplar todas as atividades da criança. Inclusive as de relaxamento e os horários das refeições, higiene e de ir para cama. Isso ajuda na organização e na diminuição da ansiedade causada pela mudança completa na rotina.

4. Retomar o que foi aprendido em casa aula

O hábito de pedir para a criança contar o que aprendeu ao final da aula ajuda a retomar o conteúdo de forma natural. Não precisa transformar isso em uma chamada oral, pode ser apenas uma conversa, lembrando alguns tópicos principais. Além disso, estimula a rotina da troca diária e ajuda a saber se a criança está se adaptando ao novo formato. Rever a tarefa de casa, ou fazer junto com a criança também é um momento importante para fortalecer laços e reforçar o conteúdo aprendido.

5. Criar momentos de socialização

Um dos papéis da escola é apoiar a socialização da criança. Verifique com a instituição de ensino como estão sendo monitorados os momentos de intervalo e/ou recreio durante as aulas online. Entenda como você pode colaborar ou otimizar as interações do seu filho com os amigos e colegas de classe. Outra ideia é promover encontros online com a turma após o horário de aulas. Pode ser uma aula de dança virtual, jogos online ou até mesmo um bate-papo.

6. Respeitar o tempo do seu pequeno

Lembre-se que para as crianças este momento também é desafiador e desperta sentimentos de insegurança tanto quanto desperta para nós, adultos. É normal que no início a criança resista um pouco às mudanças ou não entenda direito que vai usar o computador para estudar, se antes ela só usava para se divertir por exemplo. Exercitar a paciência é importante nesse momento, por isso evite cobrar demais do seu filho e aproveite esse momento para reconectar laços. As crianças costumam se adaptar bem às novidades, só precisam se sentir seguras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sampa Com Crianças no Instagram